Assessoras de Flávio recebiam ‘mesada’, diz MP; defesa do senador fala em ‘vícios processuais e erros de narrativa e matemáticos’

Foto: Pedro França/Agência Senado

No depoimento que Luiza Sousa Paes, ex-assessora do senador Flávio Bolsonaro, prestou ao Ministério Público do Rio ela admitiu que devolvia mais de 90% de seu salário e ficava com apenas R$ 700 todos os meses do esquema ilegal no gabinete do “01” na Assembleia Legislativa do Rio. A denúncia contra Flávio e Fabrício Queiroz, obtida pelo GLOBO, expõe outras funcionárias em situações similares, constatadas através de quebras de sigilo bancário e outras diligências. A própria Luiza afirmou aos investigadores que assessoras lotadas com ela também eram “fantasmas”. A partir do cruzamento de dados bancários, a promotoria identificou variações do que foi considerado como uma “mesada” retida por elas antes da devolução dos salários, com valores entre R$ 300 e R$ 1,9 mil. Uma das mulheres denunciadas chegou a fazer uma anotação, encontrada em um extrato apreendido, em comemoração à ampliação da parcela não repassada a Queiroz. As defesas de Flávio e Queiroz negam as práticas irregulares apontadas pelo MP.

De acordo com a denúncia, o dinheiro pago pela Alerj a essas assessoras, todas indicadas como “fantasmas”, era devolvido a Queiroz através de operações em espécie que, em geral, seguiam a mesma lógica: salários e benefícios depositados eram sacados das contas bancárias e repassados ao assessor de Flávio através de depósitos em dinheiro vivo, sem origem identificada. Em menor escala, Queiroz também recebeu transferências bancárias identificadas de integrantes do gabinete.

O MP classificou como “mesada” o valor que essas funcionárias mantinham para si depois do repasse dos salários a Queiroz. Luiza, por exemplo, relatou ter retido inicialmente do esquema ilegal R$ 700. Os promotores identificaram em sua quebra de sigilo e, depois, com documentos apreendidos em sua casa que a partir de 2013 esse valor chegou a R$ 800. Ela própria anotou em uma planilha o valor que permanecia na conta bancária que utilizou para receber os salários da Alerj.

No depoimento ao MP, Luiza também disse ter conhecido outras pessoas nomeadas no gabinete de Flávio que viviam situação semelhante à dela: nomeadas sem trabalhar. Ela citou a personal trainer Nathália Queiroz, filha do operador financeiro, e Sheila Coelho de Vasconcellos, outra ex-assessora.

Os extratos bancários de Nathália mostram que ela retinha todos os meses R$ 1,1 mil. Essa era a diferença entre o que recebia mensalmente e o que devolvia a Queiroz, ainda que os valores pagos pela Alerj tenham variado a partir de trocas de cargos dentro do próprio gabinete. Nathália esteve nomeada entre setembro de 2007 e dezembro de 2016, mas, como apontou a denúncia, era uma “funcionária fantasma”. Em nove anos e três meses de Alerj, o MP estima que ela tenha desviado R$ 703,5 mil para o esquema da “rachadinha”. A jovem era aluna de Educação Física em uma faculdade de Realengo, na Zona Oeste do Rio, a cerca de 40km da Alerj, e teve vínculo empregatício com pelo menos três academias de ginástica.

De acordo com o MP, Sheila é mulher de um agente penitenciário com quem Queiroz jogava futebol em um time de Oswaldo Cruz, na Zona Norte. Sheila foi vizinha do assessor parlamentar e, devido à proximidade com o funcionário de Flávio, acabou nomeada no gabinete entre novembro de 2009 e abril de 2016. No período, reteve uma mesada que variou entre R$ 1,6 mil e R$ 1,9 mil, tendo disponibilizado R$ 450,2 mil para o esquema de “rachadinha”.

Comemoração em extrato bancário

Outra assessora indicada como “fantasma” e acusada de reter uma mesada antes de devolver a remuneração paga pelo gabinete de Flávio na Alerj é Flávia Regina Thompson da Silva, nomeada entre abril de 2007 e dezembro de 2017. Com ela, o MP apreendeu, por meio de mandado de busca e apreensão, anotações que podem comprovar a participação no esquema da “rachadinha”.

Entre elas, está um papel com os dados da conta bancária de Queiroz e um extrato bancário em que Flávia escreveu uma comemoração sobre o aumento da parcela que poderia manter para si, sem repassar ao esquema. Inicialmente, ela retinha R$ 1,1 mil, mesmo valor da mesada de Nathália Queiroz. Em agosto de 2018, Flávia escreveu à mão: “Comecei a tirar R$ 1.400 (um mil e quatrocentos reais)”. A anotação incluía ainda um emoticon: “\o/”, referência a uma pessoa que vibra com os braços levantados. Os promotores estimam que Flávia tenha repassado R$ 235 mil ao esquema criminoso.

Mãe do miliciano Adriano da Nóbrega, morto em janeiro desde ano em uma operação policial na Bahia, Raimunda Veras Magalhães também reteve uma mesada enquanto esteve lotada no gabinete de Flávio, conforme identificou no MP. Os extratos bancários obtidos pela investigação mostram que ela deixou de repassar a Queiroz parcelas pequenas de sua remuneração. A quantia destinada a ela variou de R$ 300 a R$ 600, entre abril de 2015 e dezembro de 2018. Os promotores também afirmam que Raimunda era “fantasma” e não trabalha realmente na Alerj.

Para verificar se essas mulheres, e outros funcionários, exerciam funções no gabinete de Flávio, o MP consultou os registros de geolocalização dos celulares utilizados por elas. Em um intervalo de cinco anos de registros armazenados por companhias telefônicas, elas realizaram e receberam raras chamadas de voz no entorno da Alerj. Os dados de Nathália Queiroz, por exemplo, mostram que ela “não passava sequer próximo da Assembleia Legislativa”, tendo realizado somente uma chamada telefônica nos arredores da Casa entre as 3,5 mil que fez no período analisado pelos promotores. Informações sobre a atuação profissional de cada uma delas também foram utilizadas para demonstrar que seus ofícios não estavam atrelados à Alerj, onde parte delas sequer tinha crachás para entrar e sair das instalações.

Flávio, Queiroz e outras 15 pessoas foram denunciados por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. Entre os alvos, estão Nathália de Melo Queiroz e Evelyn Melo de Queiroz, filhas mais velhas de Queiroz, e Márcia de Oliveira Aguiar, mulher dele. Ambas operavam da mesma maneira que Luiza Sousa Paes, conforme indica o MP, e teriam sido responsáveis por desviar cerca de R$ 1,7 milhão para o esquema operado por Queiroz.

Procurada, a defesa do senador Flávio Bolsonaro, exercida pelos advogados Rodrigo Roca, Luciana Pires e Juliana Bierrenbach, afirmou em nota que “em função do segredo de Justiça, a defesa está impedida de comentar detalhes, mas garante que a denúncia contra Flávio Bolsonaro é insustentável”. E completou:

“Dentre vícios processuais e erros de narrativa e matemáticos, a tese acusatória forjada contra o senador se mostra inviável e não passa de uma crônica macabra e mal engendrada, influenciada por grupos que têm claros interesses políticos e que, agora, tentam voltar ao poder. A denúncia, com tantos erros e vícios, não deve ser sequer recebida pelo Órgão Especial. Todos os defeitos de forma e de fundo da denúncia serão pontuados e rebatidos em documento próprios e no momento adequado”.

O advogado de Fabrício e Nathália Queiroz, Paulo Emílio Catta Preta, declarou que o esquema de “rachadinha” seria inexistente e que considera “inverídica a afirmação de que as assessoras recebessem uma espécie de mesada, como será demonstrado no curso da instrução processual”.

A defesa de Luiza Sousa Paes afirmou que não foi notificada judicialmente e não comentaria o procedimento em função do segredo de Justiça. Procurada, Vera Raimunda Magalhães desligou o telefone após a identificação da equipe de reportagem. O GLOBO ainda tenta contato com Sheila Coelho de Vasconcellos e Flávia Regina Thompson.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ex-Pretralha disse:

    João, Chico e outros otário aí, a maioria do povo não tem político de estimação, não como vcs, esse idiota do Flávio, tem que ser preso mesmo e escrever um livro juntamente com Lula, na cadeia. NÃO foi o pai que mandou fazer rachadinha não, fez cana, AGORA; uma justiça que solta lula, vai prender de imediato o filho de um presidente, mesmo ladrão, não vai, se não lulinha tava guardado! Já o doído da Poiva, vai até 2026, tomem muita água pra não desidratar, o choro vai ser longo.

  2. Calígula disse:

    BG tá forçando a barra, tá querendo uma vaga de colunista na Editora Globo 🤣🤣🤣🤣

  3. João disse:

    Tô com dó…a família tá em tempo de ser presa …
    Acode gado…vem passar pano pra ladrão…muuuuuuuummm

  4. Bosco disse:

    Pronto! Aceito o atestado de burrice!

  5. Chico 200 disse:

    O globo não noticia mais sobre a eleição americana? Como andam os resultados? Será que o "novo presidente" já está preparando sua equipe?

  6. Beleu disse:

    Vira o disco!!!!

  7. Bolsonarista Binário disse:

    E agora? Será que o papai ainda acha que bandido bom é bandido morto?

  8. FAL$OS ME$$IAS disse:

    O castelo foi construído em cima de lama (fake). Não se sustenta. Vai cair.
    A verdade tarda mas não falha…..
    CONHECEREMOS A VERDADE E A VERDADE NOS LIBERTARÁ DOS FALSOS MESSIAS…..

  9. Vaqueiro Açoitador disse:

    Deixar o gado 🐄 açoitado fazer a defesa..
    Ah, antes que o Sr. Vergonha me mande ir procurar emprego, estou trabalhando numa fazenda, tangendo bicho.

  10. Pixuleco disse:

    Eita piúla ! E agora ?
    O gado 🐄 como sempre vai dizer .
    Porque o Petê, os nove dedos ou seja a mesma conversinha de sempre . Aí eu digo GADOLÂNDIA CALMA . Não é por aí . A questão é que os Bananinhas filhos do Tonho da lua , estão totalmente encrencados . E não me venham com churumelas . É batom na cueca e dinheiro no foba . Com muita calma nessa hora GUBIRA DO OZÔNIO , Pedroca e Calígula devem estar arrepiados com a torombinha do papangu da CLORIQUINA . Aff que povo avexado ! A mamadeira de piroca já está pronta .

  11. chicó disse:

    A única escapatório é invalidar o processo, dizer que a Globo e os jornais são lixo, demonizar tudo e todos e dizer que é vítima e santo, todos os outros são demônios PORQUE SE O PROCESSO ANDAR FUDEUUUUUUUUUUU.

  12. Lula é o maior ladrão do mundo disse:

    Esse Disco já tá muito arranhado de tanto ser repetido…
    Vira o Disco!

    • Maria Fofoca disse:

      Só te encomoda a corrupção de políticos que vc ñ gosta né? Sendo o filhinho do grande mestre palhaço Bozo tudo bem. Cadê a indignação das pessoas de bem desse país com a corrupção?

    • Manoel disse:

      Faltou o mugido no fim: muuuummmmmmmmmmm!
      Talkei?

MP não encontra irregularidades e arquiva inquérito sobre suposta “rachadinha” em gabinete de Gil Diniz na Assembleia de SP

Foto: José Antonio Teixeira/Alesp

O promotor que investiga a suspeita de rachadinha no gabinete do deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP), aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), pediu o arquivamento do caso sob a justificativa de que não há provas do suposto esquema de desvio de salários da Assembleia Legislativa de São Paulo.

O inquérito civil no MP-SP (Ministério Público de São Paulo) foi aberto em outubro de 2019, depois que Alexandre Junqueira, ex-assessor do parlamentar, afirmou que Gil mantinha um funcionário fantasma em seu gabinete. O deputado, braço direito dos Bolsonaros no estado, sempre negou as acusações.

O promotor Ricardo Manuel Castro, em ofício com data da última sexta-feira (25), promoveu o arquivamento da apuração e encaminhou a decisão para o conselho superior do MP-SP, que poderá confirmar o encerramento ou solicitar novas diligências para que a investigação prossiga.

“Mesmo mediante o afastamento do sigilo bancário do investigado [Gil] e de todos os seus assessores, não se obteve êxito na comprovação da irregularidade descrita na representação”, escreveu o promotor.

(mais…)

PGR apura movimentação de funcionários em gabinete antigo de Bolsonaro

A Procuradoria-Geral da República (PGR) determinou a abertura de uma apuração preliminar sobre a movimentação de funcionários do gabinete do então deputado Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

A Procuradoria vai avaliar se há elementos que indiquem alguma irregularidade nas movimentações salariais, entre os anos de 1991 e 2018, por parte de assessores que trabalharam no escritório do então deputado Jair Bolsonaro.

Bolsonaro não é investigado formalmente. A PGR não tem prazo para concluir a análise do caso.

A decisão do procurador-geral da República, Augusto Aras, foi comunicada ao Supremo Tribunal Federal (STF) após o Ministério Público Federal ter sido provocado a se manifestar a respeito de um pedido de investigação feito por um advogado.

Reportagem do jornal “Folha de São Paulo” publicada em julho deste ano mostrou que funcionários eram exonerados e recontratados no mesmo dia e tinham salários aumentados, o que não impedia que pouco tempo depois tivessem as remunerações reduzidas a menos de metade.

“Ao tomar conhecimento dos fatos descritos na presente petição, foi instaurada notícia de fato [apuração preliminar] no âmbito desta Procuradoria-Geral da República, voltada para a sua averiguação preliminar”, disse o procurador-geral.

Segundo Aras, “na eventualidade de surgirem indícios suficientes de uma possível prática ilícita pelo representado serão adotadas as medidas cabíveis junto a essa Corte suprema”.

Imunidade

Aras avaliou ainda que os fatos não têm relação com o mandato de Bolsonaro, portanto, ele estaria encoberto pela chamada imunidade presidencial temporária, que está prevista na Constituição.

Essa regra estabelece que o presidente da República não pode ser responsabilizado por fatos ocorridos antes de ele assumir a chefia do Executivo – ou seja, que não estejam relacionados ao exercício de suas funções.

“Todavia, observa-se de antemão que a narrativa desenvolvida pelo noticiante abrange fatos, supostamente criminosos, ocorridos entre os anos de 1991 e 2018 que não guardam relação com o exercício do mandato presidencial, iniciado em 1º de janeiro de 2019. Por essa razão, no presente momento está proibida a instauração de processo-crime em face do Presidente da República, haja vista a prerrogativa a que se refere o art. 86, § 4º, da Constituição Federal, que estabelece imunidade temporária à persecução penal”.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Entregador De Pizza disse:

    Esse tipo de notícia só é novidade para a essa boiada imunda.
    Não cansam de passar vergonha. Essa raça só pode ter sido criada em laboratório.

  2. Erasmo disse:

    MITO 2022.

  3. George disse:

    Ouvi falar também que Bolsonaro deu uma cantada em uma mulher em 1998, facista/sexista/misógeno!

  4. Carlos Brasileiro disse:

    Já disse e vou repetir:
    Bolsonaro matou uma lagartixa com estilingue quando tinha 9 anos.
    Acho bom a esquerda investigar se quiser achar algo errado.

  5. Edison Cunha disse:

    Faz-me rir!!!

    O mecanismo não se cansa de passar vergonha

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    #EuVotoBolsonaroPresidente2022

  6. Henrique disse:

    Vão encontrar nada não.

    O mito é a $egunda alma mais hone$ta da nação. $ó perde pra primeira, Lula.

    Amém?$?

Servidores se dizem perseguidos por chefe de gabinete da secretaria de administração do Estado

O Blog foi procurado nessa quinta-feira(03) por dois servidores da administração e nesta sexta-feira(04) pelo Whatsapp, por mais três . Segundo os denunciantes, a senhora Laíse Silvane Tomaz do Nascimento provoca assédio moral há tempos. As queixas vão de perseguição a palavras de baixo calão.

Segundo os servidores, é uma situação constrangedora, que, inclusive, já foi publicitado na imprensa outrora. Mesmo assim, a Secretaria de Administração do Estado – SEAD não tomou posição, “a citada continua trabalhando dessa forma e ninguém faz nada”.

“A tão falada Laíse Silvane Tomaz do Nascimento, está aterrorizando, amedrontando e fazendo perseguição contra todos os servidores ali dentro, seja cargos comissionados, terceirizados (motoristas, recepcionistas, seguranças, copeira, ASG), estagiários, bolsistas, cargos efetivos”, diz um dos denunciantes.

Um outro denunciante faz a seguinte narração:

“Ela adora falar mal dos servidores, ama chamá-los de burros e incapazes, adora rir da cara de todos; coloca os estagiários de Direito para arrumar os armários dela; os motoristas ficam a mercê, a sua disposição de segunda a sexta, trabalhando das 07:00 as 21:00, esperando a boa vontade para liberá-los, mas antes disso, precisam deixa-la em casa, sem falar que eles que compram o seu café da manhã, almoço e bolo de chocolate para ela lanchar junto com a cúpula (no carro do estado viu?); coloca a copeira pra amassar banana pra ela e ficar averiguando se o copo de água dela está cheio ou vazio; estão colocando os servidores pra trabalharem sem o distanciamento social exigido para o combate ao COVID-19; exigências da mesma para que TODOS os servidores trabalhem durante o final de semana; ela liga e manda whatsapp para os servidores na madrugada; reconhecimento de trabalho zero; tudo que fazem tem que passar pelo aval dela, inclusive as coisas erradas ela obriga os servidores a fazerem; vários e vários servidores da saúde e educação, encontra-se sem receber o salário por falta de assinatura do termo de posse, por pura malvadeza, pois com um clique ela assina vários processos de uma vez e é ela quem assina tudo pela secretária Virginia (essa ninguém sabe nem quem é, pois mal pisa na SEAD); milhões de processos parados pq ela simplesmente quer que fiquem parados; é mais fácil ressuscitar a Princesa Diana e falar c ela, do que Laíse atender algum servidor; faz os coitados dos cargos comissionados de mero empregados dela, inclusive para resolver problemas pessoais seus.”

Por fim, os denunciantes questionam por onde anda a secretária responsável, e ainda cobram um posicionamento do secretário Adjunto George Câmara, ou da governadora Fátima Bezerra.

“As pessoas precisam voltar a trabalhar em paz, sossegados, leves e felizes, como acontecia nas gestões anteriores. Está tudo muito diferente! A SEAD já não é mais a mesma desde que Laíse entrou nessa gestão”, encerra desabafo de um dos denunciantes.

Contactado pelo Blog do BG, a assessoria do Governo do Estado diz que vai enviar uma nota sobre o questionamento deste canal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Servidor do DER disse:

    05/09/2020 às 07:28
    Isso é normal nesse desgovernou BG investigue o DER que a mesma coisa acontece lá, lá o diretor geral humilha e persegue as pessoas, manda tomar naquela lugar, ameaça de ir pro cabo da enxada, ameaça de demitir inclusive tem servidor com depressão.

    Ele fez um projeto de lei para acabar com vale alimentação dos servidores do DER

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Se fosse eu não levava desaforo pra casa

  3. Anonimato disse:

    Já trabalhei com essa moça na Sempla, é bem assim mesmo! Não mudou em nada, só piora. E ainda mais é centralizadora.

  4. Paulo disse:

    Dilma agia do mesmo jeito mas todo mundo tinha medo de denunciar.
    Inclusive tratou mal governadores numa reunião em 2011..
    Cid Gomes apelou…

  5. Sou imbroxável disse:

    É o PT sendo PT.
    A Governadora Fátima Bezerra PT vai dizer que é Gopi.

  6. Descaso disse:

    Tá faltando um MP investigar essas denúncias, como pode isso acontecer em um governo que seu partido é do TRABALHADOR ? . ALGUMA COISA TEM QUE SER FEITA !

  7. Zanoni disse:

    É assim que o PT governa, Fátima Bezerra? É assim que o Partido dos TRABALHADORES tratam os servidores?

  8. Atento disse:

    Tem muita gente doida nesses cargos comissionados. Deve ser por falta de aprovação em concurso público.

  9. Cidadão Indignado disse:

    Rapaz, que descalabro é esse! Que absurdo. Se comprovadas as denúncias, DEMISSÃO SUMÁRIA! Apesar de saber que o atendimento feito nos Órgão Públicos por grande parte dos servidores do Estado do RN é péssimo.

  10. Ana Paula Medeiros disse:

    Isto não tem sido uma prática apenas da Sec. de Administração.
    Esse governo não valoriza os servidores efetivos do estado, se vocês olharem, estão trazendo servidores da petrobrás e UFRN para assumirem cargos – daí o estado que paga os salários deles se forem ativos ainda, pq a união cede com o pagamento do salário pelo órgão solicitante.
    Um estado com dificuldades financeiras paga salários altos para esses cargos comissionados e alegam não ter recursos para pagarem as folhas atrasadas.
    Os servidores efetivos estão sendo escanteados e trazendo pessoas da UFRN para trabalharem e como é o pagamento desses alunos que não são estagiários.
    Os Órgãos de controle deveriam verificar isto.
    Estamos trabalhando sem EPI´S e tudo que foi colocado pelo governo no plano de retomada não tá sendo atendido, não temos proteção alguma.
    Visitem as repartições públicas e comprovarão.

    • Revolta disse:

      Os servidores estão trabalhando sem EPI’s, Sem distanciamento social, o estado não fornece álcool e muito menos máscara. Cada um Que leve o seu de casa. Tudo que está naquele plano de retomada é uma mera ilusão.

  11. Antonio Turci disse:

    "……esperando a boa vontade da "donzela"……." KKKKKKKKKKKKKK

PF faz busca e apreensão em gabinete de primeira-dama do Piauí, na Câmara dos Deputados

Foto: Reprodução – 27.jul.2020/ CNN

A operação hoje da Polícia Federal, sobre investigação no Piauí, faz busca e apreensão, neste momento, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

A primeira-dama do Piauí, esposa do governador Welington Dias é um dos alvos de mandados. Rejane Dias (PT-PI) é deputada federal e tem gabinete em Brasília.

Fontes da PF informaram à CNN que, desta vez, como precaução para garantir a entrada dos agentes na Câmara dos Deputados, a justiça de primeira instância obteve decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ela autorizou a Justiça Federal do Piauí a expedir os mandados de busca de apreensão também com entrada na Câmara, o que evita o enfrentamento jurídico da semana passada, quando a PF foi impedida de entrar no gabinete do senador José Serra.

Operação Topique

A ação de hoje investiga lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva na secretaria de Educação do Piauí. Rejane Dias foi secretária da pasta em 2019, quando esteve licenciada do mandato na Câmara.

Há suspeita de desvios na ordem de R$ 50 milhões, entre 2015 e 2016, em licitação de contratos do transporte escolar do estado.

Procurada, a deputada afirmou em nota que “recebe tranquilidade os desdobramentos da referida Operação”. Também em nota, a secretaria de Educação do Piauí disse que está colaborando com as investigações.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Mas o presidente é contra a educação…Quem faz bem ao setor é o pessoal da esquerda!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Joaquim disse:

    Engraçado, fazem críticas ao Presidente em relação aos mandatos dos filhos. Mas à esquerda faz o mesmo.

  3. Carlos disse:

    Ainda tem gente que acredita em país de corruptos como esse. Todo santo dia a PF e a midia trás noticias sobre corrupção e isso é o que conseguem descobrir, imaginem os inúmeros casos que ninguém sabe.! Este país não tem jeito, quem quiser viver no mundo encantado, boa sorte.! Faz tempo que rasguei o véu da ignorância. Com certeza político nenhum me engana.

Toffoli atende pedido do Senado e suspende busca no gabinete de José Serra

Dias Toffoli atendeu ao pedido do Senado e suspendeu a busca no gabinete de José Serra, dentro da operação deflagrada hoje para investigar caixa 2 repassado à campanha de 2014 do senador.

Mais cedo, conforme O Antagonista, a mando de Davi Alcolumbre, a Polícia Legislativa impediu a entrada de policiais federais no gabinete. A advocacia do Senado acionou o Supremo para suspender a operação, para que o Supremo avalie se há fatos relativos ao mandato.

Na decisão, Toffoli destacou que, apesar do mandado de busca fazer referência a doações eleitorais não declaradas em 2014, antes do mandato parlamentar, havia ordem para coletar computadores e documentos no gabinete, “conjunto de bens que são diretamente implicados ao desempenho da atividade parlamentar típica”, segundo o ministro.

“A situação evidenciada, portanto, eleva, sobremaneira, o risco potencial de sejam apreendidos documentos relacionados ao desempenho da atual atividade do congressista, o que, neste primeiro exame, pode implicar na competência constitucional da Corte para analisar a medida”, escreveu o ministro na decisão.

Toffoli concedeu a liminar pedida pelo Senado por estar no plantão do STF durante o recesso de julho. Em agosto, a ação será encaminhada a Gilmar Mendes, relator do caso na Corte.

Na ação, o Senado pediu a suspensão da operação, de modo que o STF analise se há fatos relacionados ao mandato. Quer ainda que seja colhido parecer da Procuradoria-Geral da República sobre a competência e também a intimação do juiz de primeira instância, Marcelo Antonio Martin Vargas, para prestar informações sobre o caso.

Toffoli, no entanto, suspendeu apenas as buscas no gabinete.

As demais buscas, no apartamento funcional que Serra ocupa em Brasília, em dois imóveis do senador em São Paulo e na sede da Qualicorp permanecem válidas, assim como as prisões temporárias determinadas por Marcelo Vargas.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. EDINALDO VARELLA disse:

    (…)sejam apreendidos documentos relacionados ao desempenho da atual atividade do congressista. Oxe, medo de quê? Continua roubando? Que vergonha, Serra, naompermitie a Polícia Federal de escrever mais um capítulo da "Historinha do Carequinha". Cabra safado.

  2. ForaCanalhas disse:

    Interessante, computadores e documentos tbm são "conjunto de bens" diretamente implicados a profissão de jornalistas e blogueiros. Mas mesmo assim foram apreendidos e ainda proibiram os blogueiros de trabalharem.🤔🤔🤔

  3. ENIO disse:

    STF, sendo STF. Vergonha já erra para ter sido todos destituídos, corruptos vergonha do brasil.

    • Cabo Silva disse:

      O STJ com o padrinho Noronha é o mais honesto do mundo !!!!! kkkkkkkkkkkk

MP intima ex-mulher de Bolsonaro a depor sobre suposta “rachadinha” no gabinete de Carlos

Foto: Marcos Ramos/Agência O Globo

O Ministério Público do Rio intimou a ex-esposa do presidente Jair Bolsonaro Ana Cristina Siqueira Valle para prestar depoimento no inquérito que investiga prática de rachadinha e uso de funcionários-fantasmas no gabinete do vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos). A CNN apurou que os investigadores esperam ouvi-la na próxima quinta-feira (09). Ana Cristina é mãe de Jair Renan, um dos filhos do presidente.

Carlos Bolsonaro é alvo de uma investigação do Ministério Público do Rio desde o ano passado. Nesta semana, o MP do Rio informou que enviou 21 ações contra vereadores para a primeira instância, depois de uma decisão do Supremo Tribunal Federal. Antes, vereadores tinham foro privilegiado previsto na Constituição do estado do Rio, com direito a serem julgados por desembargadores.

Ana Cristina Siqueira Valle foi chefe do gabinete de Carlos Bolsonaro entre 2001 e 2008. Ela hoje trabalha no gabinete de um vereador em Resende, no Sul Fluminense, onde vive sua família. A família dela aparece aparecem na investigação sobre o esquema de “rachadinhas” apurado pelo MP do Rio no gabinete do agora senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Membros da família que residiam em Resende sacavam quase todo o salário que recebiam da Assembleia Legislativa do Rio para “repassar a outros integrantes da organização criminosa”, de acordo com documento do MP.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tony disse:

    Mais uma mentirosa e tranqueira

  2. MORO E DALLAGNOL 2022 disse:

    A casa da familícia está caindo.

    • Bento disse:

      Essa dupla de dois tá ficando mais suja que pau de galinheiro
      Vão se juntar a ptzada

  3. Rai S SILVA disse:

    Bolsonaro ganha no primeiro turno de lavada, e no segundo mandato duplica a 304 ai papai.

  4. Chico 100 disse:

    Agora virou C. De bêbado. Bolsonaro corrupto, da família corrupta, vai dar coice em todo mundo. Tudo será culpa do judiciário. E o gado segue com vergonha de admitir arrependimento. Segue comendo merda e arrotando geleia de framboesa kkkk

Mandado de segurança para limitar os poderes do presidente Bolsonaro está no gabinete de Celso de Mello

O mandado de segurança protocolado ontem à noite para limitar os poderes de Jair Bolsonaro foi distribuído para gabinete do decano Celso de Mello.

Na peça, os advogados Thiago Santos Aguiar de Pádua e  José Rossini Campos do Couto Correa acusam o presidente de crime de responsabilidade, por quebra de decoro, ataques contra jornalistas, contrariedade às orientações da OMS e apoio a atos contra o Congresso e o STF.

Os advogados pedem ainda que Bolsonaro seja impedido de promover ou participar de aglomerações, obrigado a impedir atos contra o Congresso e o STF, e apresente seu exame de Covid-19 e até um suposto relatório de inteligência que teria contra Maia.

No MS, eles querem que o STF determine ainda a transferência para o vice-presidente das competências do presidente da República descritas nos incisos I a III, VI a X, XIII a XVI, XIX, XXII e XXVI do artigo 84 da Constituição.

Na prática, caso o pedido seja aceito, Bolsonaro viraria um ‘presidente decorativo’.

Confira aqui íntegra do Mandado de Segurança.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. riva disse:

    Seria melhor do que a tríade pt, pmdb, pp, mais algumas empreiteiras e diretores corruptos da Petrobras, que "governaram", ops! Assaltaram o país.

  2. Ivan disse:

    Mais já estar limitado mesmo, ele não faz nada. Impeachment nesse momento não interessa a elite pois teríia que haver novas eleições, agora a partir de janeiro, já não digo nada.

  3. Antonio Turci disse:

    Esses dois babacas estão querendo alguns minutos de "glória" sob os holofotes da Globo.

  4. Pedro disse:

    Esse François Cevert a brasileira e igual a dilmanta, só escreve besteira. Chiquinho, teus ex presidentes estão ferrados, o pingunço solto temporariamente e a tua jumenta comendo macaxeira…….kkkkkk

  5. Véi de Rui disse:

    Porque esse pessoal que querem o poder, não foram pra disputa em 2018? Bando de canalha

  6. natalsofrida disse:

    Petralha louco, você nunca mais verá seu ladrão de estimação na política. O melhor presidente de todos os tempos. Ações e mais ações. Só não ver quem não quer. Imbecil.

  7. João Bosco disse:

    Isso, é um absurdo. Só fica claro o quanto BOLSONARO está no caminho certo, incomodando a toda a cupula corrupta do pais. Isso ai sim é que podemos chamar de atentado à democracia. Temos que irmos cada vez mais para as ruas.

  8. ELEITOR disse:

    Tão brincando com fogo !!!

  9. Marcelo disse:

    Besteira danada… Isso não vai dar é em nada… Por mais que o presidente seja um imbecil só deve sair se for por um processo de impeachment… Isso daí é só pra chamar atenção.

  10. François Cevert disse:

    "Você não é mais presidente, Seu governo acabou" – Haitiano Sincero

  11. Santos disse:

    kkkkkkkkk
    Pq se ele não usa pra nada? Só faz zuada.
    Esse tempo todinho, num deu um prego numa barra de sabão. Poderia ter liderado o enfrentamento, tando pra restringir, qto pra liberar e o que ele fez? Balbúrdia e nada mais.
    Responsabilidade que e bom, nada.
    Então deixa de mão essa de limitar poder.
    Ele não tem e nunca teve interesse em trabalhar, apenas de fazer campanha e passar mais um tempinho na moleza.

Gabinete de Carlos Bolsonaro recebeu ex-assessores investigados em ‘rachadinha’, destaca O Globo

Foto: Editoria de Arte/O Globo

Imagens da portaria e documentos da Câmara Municipal do Rio obtidos pelo GLOBO via Lei de Acesso à Informação revelam que quatro ex-assessores do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) investigados pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) estiveram no gabinete do parlamentar no Palácio Pedro Ernesto, em 30 de outubro do ano passado. Esses ex-funcionários prestaram, no mesmo período, depoimentos no âmbito do procedimento de investigação sobre as suspeitas de “rachadinha” ligadas ao gabinete de Carlos, que estava na Câmara no dia das visitas. Um ex-auxiliar do hoje senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), também investigado, esteve no gabinete de Carlos no mesmo dia. Nenhum deles frequentava mais a Câmara regularmente.

Flávio, Carlos e os ex-assessores são alvos do MP-RJ em procedimentos sobre suspeitas de uso de funcionários fantasmas para devolução de salários, a prática conhecida como “rachadinha”. As visitas desses ex-auxiliares do vereador, filho do presidente Jair Bolsonaro, são incomuns. Dois deles, que são irmãos, constaram como assessores de Carlos entre 2001 e 2008, e a Câmara não tem registro de visita dos dois ao gabinete desde 2015.

Entre os assessores estão três integrantes da família Góes, com vínculo com os Bolsonaro. Rafael de Carvalho Góes, Rodrigo de Carvalho Góes e Neula de Carvalho Góes, mãe dos dois.

– A gente não dá informação nenhuma porque o gabinete é o responsável — afirmou Rodrigo Góes ao GLOBO.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roberto disse:

    Esperando os comentários daqueles que não tem "bandidos de estimação".
    VAMOS lá gado defensor de milicianos achocolatados.
    Bandido bom não é bandido morto?

  2. Zé Mané disse:

    Fatão adora uma rachadinha.

Gabinete de Styvenson tem 12 nomeados, nenhum da seleção pública aberta pelo senador, destaca reportagem

É destaque no Blog do Dina nesta terça-feira(19) – por Dinarte Assunção. O senador Styvenson Valentim (PODE) lotou em seu gabinete até agora 12 pessoas, nenhuma dentre as oito vencedoras de um processo seletivo que ele realizou em dezembro de 2018.Os dados são resultado de apuração do blog, que cruzou os nomes dos vencedores da seleção aberta pelo senador com as que estão designadas em seu gabinete, consultadas no portal da transparência do Senado Federal.

Procurado pelo blog, o senador Styvenson Valentim afirmou através de sua assessoria de imprensa que a convocação da equipe se dará ‘mediante a necessidade’.

Veja reportagem com detalhes aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Votei no dito cujo, mas dentre meus defeitos jamais cultivei o de pecar pela ingenuidade. Sempre tive a certeza de que Stevenson seria um senador em tudo muito pior que o meu voto.

  2. Cláudio disse:

    Apresentando muito mais que os requisitos previstos em edital, com experiência profissional, duas graduações, medalha de mérito acadêmico (laureado), especialização e mestrado, não fui nem chamado para a entrevista… depois que saiu a lista de quem seria entrevistado na minha área, descobri que havia gente que ainda não era nem formado e a maioria sequer tinha currículo lattes. Passei um email para a equipe responsável pelo processo seletivo solicitando explicações, mas jamais recebi resposta. Capitão Styvenson, seu mandato como senador começou com TRANSPARÊNCIA ZERO!

  3. Joao santos disse:

    Isso vai Ser um Paulo Wagner da vida, vai ser eleito só uma vez. E Xau.

  4. Jão disse:

    Demagogo, vem com a conversinha mole mas não se porta como as velhas raposas. Se ele não mudar, serão 8 anos de lorota

  5. Pardal disse:

    Almir tem toda a razão. As pessoas que participaram da seleção e foram aprovadas ficaram, até agora, na expectativa de serem chamadas. E, agora, ficam sabendo que outros, que não participaram do certame, já estão trabalhando. O lado sério, comprometido com a prática da boa ética, com o cumprimento da palavra proferida do senador está abalado. É o mesmo de sempre. Se era para continuar assim, melhor ter continuado com Garibaldi e Agripino que, nos moldes do praticado pelo Styvenson, sempre contaram com o apoio dos seus apadrinhados. Lamentável, capitão!

  6. Roberto disse:

    Farinha do mesmo saco, só tem conversa.

  7. Marcos disse:

    Particularmente, ainda tem o meu voto o senador Styvenson, por considerar que nesses meses iniciais do ano de 2019, o mesmo vem realizando um bom trabalho. Isso é fato. Por outro lado, entendo que gera uma mácula o fato de ter sido publicizado o processo seletivo "como uma média", que ao meu ver seria desnecessário, os cargos são de livre nomeação, de sorte, que não havia a necessidade de fazer a "média" e não realizar. Porém é preciso dar espaço para ampla defesa e o contraditório, para que o Senador, possa trazer suas explicações. Ainda tem o meu voto.

  8. Waldemir disse:

    BG
    Esse Dinarte está queimando o seu programa na rádio e agora vai queimar seu blog também
    Eu era um ouvinte 100% do seu programa na rádio cidade você mudou eu também mudei mas esse rapaz me fez não ser mais seu ouvinte

  9. Joaquim disse:

    Reportagem fofoca

  10. Fran disse:

    Esse povo não se conforma com a derrota, prefiro Styvenson a Garibaldi e Zé Agripino das dunas, aceita que doí menos.

    • Almir disse:

      Gosto muito do Capitão Styvenson, mais o que ele prometeu foi que colocaria em seu gabinete somente pessoas aprovadas na seleção que foi realizada, fato que não aconteceu até o momento. Vamos deixar de hipocrisia, todos são farinha do mesmo saco. Parem de puxar o saco.

Gabinete de Flávio Bolsonaro empregou até novembro do ano passado a mãe e a mulher de homem-forte do Escritório do Crime

O gabinete do senador eleito e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) empregou até novembro do ano passado a mãe e a mulher do capitão Adriano Magalhães da Nóbrega , tido pelo Ministério Público do Rio como o homem-forte do Escritório do Crime , organização suspeita do assassinato de Marielle Franco. O policial, alvo de um mandado de prisão nesta terça-feira , é acusado há mais de uma década por envolvimento em homicídios. Adriano e outro integrante da quadrilha foram homenageados por Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Adriano é amigo de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro e investigado sob suspeita de recolher parte dos salários de funcionários do político. Teria sido Queiroz – amigo também do presidente Jair Bolsonaro desde os anos 1980 – o responsável pelas indicações dos familiares de Adriano.

A mãe de Adriano, Raimunda Veras Magalhães, e a mulher, Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, ocuparam cargos no gabinete de Flávio Bolsonaro. Elas tinham o cargo CCDAL-5, com salários de R$ 6.490,35. Segundo o Diário Oficial do Estado, ambas foram exoneradas a pedido no dia 13 de novembro de 2018. O GLOBO revelou a existência do Escritório do Crime em agosto do ano passado.

Ex-integrante do Bope, Adriano se formou no curso de operações especiais da PM em 2000. Ele foi preso na operação “Dedo de Deus”, de 2011, desencadeada para combater o jogo do bicho no Rio. À época, era capitão da PM.

Raimunda é uma das servidoras do gabinete que fizeram repasses para a conta do ex-assessor Fabrício Queiroz, investigado pelo Ministério Público do Rio. A ex-assessora, de 68 anos, repassou R$ 4,6 mil para a conta do policial militar. Ela ocupou cargos na Assembleia ao menos desde 2 de março de 2015, quando foi nomeada como assessora da liderança do PP – então partido de Flávio Bolsonaro. A mãe de Adriano permaneceu no cargo até 31 de março de 2016, pouco depois do senador eleito deixar o PP e se filiar ao PSC. No dia 29 de junho do mesmo ano, voltou a trabalhar na Alerj, dessa vez no gabinete de Flávio. Já Danielle aparece como servidora da Alerj ao menos desde novembro de 2010.

O relatório do Coaf aponta mais uma possível ligação entre Queiroz e Adriano. Segundo dados da Receita Federal, Raimunda é sócia de um restaurante localizado na Rua Aristides Lobo, no Rio Comprido. O estabelecimento fica em frente à agência 5663 do Banco Itaú, na qual foi registrada a maior parte dos depósitos em dinheiro vivo feitos na conta de Fabrício Queiroz. Na agência foram realizados 17 depósitos não identificados, em dinheiro vivo, que somam R$ 91.796 – 42% de todo o valor depositado em espécie nas transações discriminadas pelo Coaf, segundo um cruzamento de dados feito pelo GLOBO.

Nessa agência foram registradas transações com valores repetidos mensalmente – um indício de lavagem de dinheiro, segundo um integrante do Ministério Público Federal. Em setembro, novembro e dezembro foram feitos depósitos em espécie no valor de R$ 4.246. Já em outros seis meses foram feitas transferências entre R$ 4.200 e R$ 4.600.

Adriano também aparece ligado a outro restaurante na mesma rua. O elo entre os dois estabelecimentos é uma sócia em comum. O GLOBO esteve no restaurante, registrado em nome de Raimunda, em dezembro. A sócia da ex-servidora da Alerj estava no local, mas Raimunda não estava presente. Segundo funcionários, a outra sócia do restaurante “estava viajando”. Um deles, ao ser questiono, negou que uma das donas se chamasse Raimunda.

– É Vera – limitou-se a dizer.

Homenagens na Alerj

Além de empregar as familiares de Adriano, Flávio Bolsonaro por duas vezes homenageou o atual chefe do Escritório do Crime.

Em outubro de 2003, Flávio apresentou uma moção de louvor ao PM. Na homenagem, afirmou que Adriano atuava com “brilhantismo e galhardia”. Segundo a homenagem, o ex-PM prestava “serviços à sociedade desempenhando com absoluta presteza e excepcional comportamento nas suas atividades”. Ainda elogiou Adriano, àquela altura 1º tenente e comandante da guarnição de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) do 16º BPM (Olaria): “Imbuído de espírito comunitário, o que sempre pautou sua vida profissional, atua no cumprimento do seu dever de policial militar no atendimento ao cidadão”, disse Flávio Bolsonaro.

Em julho de 2005, Flávio concedeu uma nova homenagem ao policial. Desta vez concedeu a ele a Medalha Tiradentes, a mais alta honraria do parlamento fluminense. O então deputado estadual destacou o currículo de Adriano, citando diversos cursos que ele realizou na Polícia Militar, assim como sua participação em uma operação no Morro da Coroa, em 2001, que resultou na prisão de 12 suspeitos e na apreensão de quatro fuzis e outras três armas de fogo, uma granada e grande quantidade de munições.

Também alvo de um mandado de prisão nesta terça-feira, o major Ronald Paulo Alves Pereira, apontado como integrante do Escritório do Crime, também mereceu uma moção de louvor de Flávio Bolsonaro em março de 2004. Na justificativa da homenagem, o deputado estadual citou a participação de Ronald em uma operação no Complexo da Maré, que terminou com um saldo de três mortos, além da apreensão de dois fuzis e uma granada.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Medeiros disse:

    Não sei por que não fico surpreso

  2. Ivan disse:

    Primeiro o cara é "tido pelo MP do RJ" como o "homem-forte", em seguida, o Globo já o sentencia "Chefe" do Escritório do Crime!!! Meio apelativa essa reportagem…Hoje na Globo, o assassino CONFESSO de um professor de Educação Física foi chamado de "SUSPEITO" pela reportagem da Intertv Cabugi…Revoltante como a imprensa tenta manipular a opinião pública. Não fosse as redes sociais…

  3. Ceará-Mundão disse:

    Quanta demência desses esquerdopatas. As homenagens foram feitas em 2003 e 2004 e os seus motivos foram ditos até mesmo nesse artigo nojento e tendencioso. E estamos em 2019. Por outra, o que tem a ver o fato de parentes do fulano trabalharem no gabinete do deputado? Isso é prova de que o deputado é bandido, que faz parte de quadrilha. E, mais ainda, qual a relação que tudo isso poderia ter com o novo governo do Brasil? Eu nem estou acreditando em certas baboseiras e insanidades que ando lendo por aqui. Perdeu-se totalmente o bom senso e a noção de decência e honestidade intelectual. O fanatismo e o ódio que essa cambada esquerdopata nutre pelo Bolsonaro já passou dos limites faz tempo. Mas o Brasil está no caminho certo. Isso é o que importa.

    • Jairlan disse:

      Excelente comentário Ceará-mundão, parabéns!

    • Marcos Antônio disse:

      Um governo cheio de ministros investigados, uma pessoa sem expressão política em 30 anos, o filho envolvido até o pescoço sem nenhuma explicação coerente… realmente essa esquerda é perseguidora.
      Colega, acompanhe melhor o seu mito e deixe a paixão de lado. Ahhhh, não tenho partido, nem lado… sou um cidadão e quero um país melhor e mais justo. Chega de político de estimação!

  4. Raul disse:

    Eu também sou desse tempo, Greg. Depois de tudo que estamos vendo, cada um que defenda o corrupto de estimação que quiser, mas não pode mais argumentar que esse ou aquele é diferente dos outros. Para o Brasil ter jeito, só sendo redescoberto. Desta vez, pelos neozelandeses.

  5. Greg disse:

    Eu sou do tempo em que todo mundo achava político corrupto sem isentar nenhum…agora existe fã clube de corrupto de estimação…estamos em retrocesso que agora questionamos a impressa que investiga e não os políticos.

  6. Carlúcio disse:

    A clã está toda enrolada com as milícias do Rio de Janeiro, o próprio Queiroz foi se esconder em uma área controlada por ela. O pau que dá em Chico tem que ser o mesmo que bate em Francisco.

  7. Rico disse:

    Podia relacionar pessoas de bem nesses gabinetes de assembléia legislativa do país. Por que mau caráter é só o que tem. Mas querem destruir só o bolsonaro. Canalhisse!

  8. Mozart Silva disse:

    A globo em trabalho constante e contínuo de desconstrução da família Bolsonaro.
    Como Flávio provou a movimentação financeira, agora partem para suposições das suposições.
    Interessante que a mesma globo até hoje NÃO FOI ATRÁS DOS FINANCIADORES DOS ADVOGADOS DO ASSASSINO QUE TENTOU TIRAR A VIDA DE BOLSONARO.
    A mesma globo NÃO FOI ATRÁS de saber como dona Marise deixou, oficialmente, uma herança de R$ 70 MILHÕES para os filhos, sem nunca ter exercido atividade produtiva.
    A mesma globo DISTORCEU O FATO no caso da nomeação de Priscila Gaspar Oliveira quando omitiu que ela é a primeira "deficiente auditiva" a assumir um cargo, que ela É FORMADA em letras e libras pela UFSC e PROFESSORA DA PUC-SP. Jogou a notícia distorcida que a primeira dama estava empregando uma amiga. Sequer falou da valorização na inclusão social de pessoa com deficiência.
    Enfim, estão tentando TIRAR FLÁVIO do senado já que o suplente é o petista Lindberg Farias, além de tentar atingir o presidente. Mas os dias vão passando, a verdade e a ordem serão estabelecidas para que a democracia seja exercida sem os vícios que constatamos e deixe de ser usurpada pela corrupção.

    • Sougaviao disse:

      Sr. Mozart,
      Ñ tô entendendo nada. Vc está insinuado q a Rede Globo de TV q tantos serviços prestou ao sistema para manutenção do "status quo " manipula notícias? E antes, ñ? Pq qd a a Rede Lixo de Televisão em conluio com o então ministro Moro divulgou dados ilegais contra Dilma e Lula vc's simplesmente calava? Quer dizer q agora ela faz manipulação da notícias ao divulgar as falcatruas do clã Bolsonaro? Kkkkk

  9. Maria Lucia disse:

    Perai,a globo já está apelando para a ignorância. Sua concessão tem que ser cassada imediatamente.

  10. Cidadão Indignado disse:

    Bando de indecentes. Não escapa quase nenhum…

Câmara Municipal estuda alugar imóvel para acomodar novos vereadores

A próxima legislatura da Câmara Municipal de Natal vai ter oito cadeiras a mais do que a atual legislatura. Hoje, são 21, mas nas eleições desse ano elegeremos 29.

Quem conhece o prédio da CMN, o Palácio Padre Miguelino, sabe muito bem que o prédio não tem condições de acomodar esses vereadores a mais. Tentando encontrar uma alternativa viável, a Câmara Municipal estudar alugar um imóvel vizinho, que pertence a Igreja. Esse imóvel, após reforma, funcionaria como um anexo do prédio da Câmara e teria condições de sediar não apenas os oito novos gabinetes, como também salas de reuniões.

A solução ainda não está fechada, mas tudo indica que o prédio será a solução.

Deputados aumentam em 30% a verba de gabinete

A Câmara dos Deputados reajustou em 30% o valor da verba de gabinete, recurso usado pelos parlamentares para o pagamento de funcionários que trabalham nos gabinetes ou nos escritórios políticos nos estados.

De acordo com Ato da Mesa Diretora 44/2012, publicado hoje (4), a verba passa dos atuais R$ 60 mil para 78 mil. Segundo a Mesa, o reajuste vai recompor o benefício considerando “o desgaste inflacionário”.

Ainda segundo o documento, as despesas decorrentes da elevação serão custeadas pelas dotações orçamentárias da Câmara dos Deputados. O reajuste não vale para a tabela de vencimentos do Secretariado Parlamentar, fixada por legislação vigente.

O aumento da verba de gabinete era uma reivindicação antiga dos deputados e assessores que alegam que os funcionários não concursados, que prestam serviços aos gabinetes, estavam há quase cinco anos sem reajuste.

Pelo regimento, com a verba, cada deputado pode contratar de cinco a 25 secretários parlamentares. Atualmente, os salários desses funcionários variam de R$ 622 a R$ 8.040 mensais.

Fonte: Agência Brasil

Transparência da AL: Nélter Queiroz é líder de gastos; Larissa é a mais econômica

Já está disponível no site da transparência da Assembleia Legislativa a prestação de contas dos deputados estaduais com verbas de ressarcimento de gabinete. O deputado estadual Nélter Queiroz foi o líder do ranking com a apresentação de  R$ 24.830,50 em notas fiscais para ressarcimento. Quem menos gastou, mesmo se preparando para disputar a Prefeitura de Mossoró nas eleições desse ano, foi a deputada Larissa Rosado com gasto total da verba de gabinete de R$ 15.013,61. O valor limite para o ressarcimento de cada deputado é de R$ 24.057,90.

Confira a lista completa com o maior gasto de cada gabinete, na ordem:

1- Nelter Queiroz
Gasto total: R$ 24.830,50
Maiors gasto: R$ 6.000,00 (A & K LOCAÇÃO DE AUTOMOVEIS LTDA EPP)

2- George Soares
Gasto total: R$ 24.400,48
Maior gasto: R$ 6.500,00 (COMÉRCIO E SERVIÇOS MELO LTDA ME)

3- Leonardo Nogueira
Gasto total: R$ 24.292,45
Maior gasto: R$ 7.200,00 (Gilmar Fernandes, Salvador, Vale e Advogados Assciados)

4- Gustavo Fernandes
Gasto total: R$ 24.037,09
Maior gasto: R$ 5.000,00 (OK – Comercio e Serviços Ltda.)

5- Fernando Mineiro
Gasto total: R$ 24.032,44
Maior gasto: R$ 2.530,64 (POSTO FREI DAMIÃO LTDA)

6- Hermano Morais
Gasto total: R$ 24.013,84
Maior gasto: R$ 6.000,00 (CASTIM & RABELO ADVOGADOS S/C)

7- Dibson Nasser
Gasto total: R$ 23.961,83
Maior gasto: R$ 6.200,00 (GONÇALVES E OLIVEIRA SOCIEDADE DE ADVOGADOS)

8- Ezequiel Ferreira
Gasto total: R$ 23.924,14
Maior gasto: R$ 10.500,00 (MP DA SILVA LTDA)

9- Vivaldo Costa
Gasto total: R$ 23.850,00
Maior gasto: R$ 3.500,00 (ALBUQUERQUE & CIA. LTDA)

10- Gustavo Carvalho
Gasto total: R$ 23.811,48
Maior gasto: R$ 5.000,00 (TRINDADE E CAVALCANTI ADVOGADOS S/C)

11- Getúlio Rego
Gasto total: R$ 23.762,35
Maior gasto: R$ 3.140,00 (NATALCOR S/S LTDA)

12- Gesane Marinho
Gasto total: R$ 23.563,37
Maior gasto: R$ 6.000,00 (H e J SERVIÇOS E LOCACOES DE MAQ. LTDA)

13- Antonio Jácome
Gasto total: R$ 23.513,64
Maior gasto: R$ 6.300,00 (OSVALDO MARINHO JUNIOR-ME)

14- Raimundo Fernandes
Gasto total: R$ 23.500,00
Maior gasto: R$ 8.700,00 (ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPORTIVA RODOLFENSE – ACERF )

15- Ricardo Motta
Gasto total: R$ 23.354,40
Maior gasto: R$ 6.000,00 (OESTE TROPICAL TURISMO)

16- Tomba Farias

Gasto total: R$ 23.128,90
Maior gasto: R$ 2.800,00 (PAROQUIA DE SANTA RITA DE CASSIA)

17- Gilson Moura
Gasto total: R$ 23.106,08
Maior gasto: R$ 4.960,00 (NATAL RENT A CAR)

18- Fábio Dantas
Gasto total: R$ 23.103,20
Maior gasto: R$ 4.000,00 (AMARILDO E ROCHA CONTABILIDADE LTDA – EPP)

19- Márcia Maia
Gasto total: R$ 22.862,99
Maior gasto: R$ 4.750,00 (GRAFICA E EDITORA RIO BRANCO LTDA)

20- Poti Júnior
Gasto total: R$ 22.753,55
Maior gasto: R$ 4.000,00 (F. José da Costa – ME)

21- Walter Alves
Gasto total: R$ 20.732,28
Maior gasto: R$ 5.500,00 (FOCOS MARKETING EM GESTÃO EMPRESARIAL LTDA ME)

22- Agnelo Alves
Gasto total: R$ 19.773,32
Maior gasto: R$ 3.206,01 (Auto Posto Dudu Ltda)

23- José Dias
Gasto total: R$ 18.236,92
Maior gasto: R$ 2.500,00 (MARINHO PESSOA ADVOGADOS ASSOCIADOS )

24- Larissa Rosado
Gasto total: R$ 15.013,61
Maior gasto: R$ 5.000,00 (Meritus Assessoria & Consultoria Ltda)

 

Paulo Davim nega a existência de funcionários fantasmas no seu gabinete

Senador na vaga aberta devido à nomeação de Garibaldi Filho (PMDB) para o Ministério da Previdência, Paulo Davim (PV) explicou que as contratações “são absolutamente pertinentes e necessárias”.

Para a contratação da médica por seu gabinete, Davim explica que “80% dos seus pronunciamentos no Senado Federal, além de proposições de projetos de Lei, versam sobre a temática da saúde”, o que faz necessária a consultoria da médica. Sobre a permanência do advogado, ele explicou que o profissional presta assessoria na parte legal das proposições parlamentares.

“Todas nossas medidas estão abrigadas pela Lei. A Constituição diz que o profissional médico pode trabalhar até 60 horas em até dois vínculos públicos. Carla Karini é uma profissional autônoma, não tem vínculo público e, portanto obedece a todos os pré-requisitos legais para o assessoramento parlamentar, pela total disponibilidade e competência”, disse Davim.

Sobre a contratação do advogado, Davim também disse que está amparado pela lei. Segundo o senador, o advogado João Henrique Oliveira Sales, lotado no escritório em Natal, faz MBA em Finanças e Administração Pública na Paraíba, mas apenas dois dias por semana.

“A iniciativa de aperfeiçoamento técnico em sua área de atuação também é uma prática absolutamente amparada pela Lei, que permite ao servidor a busca por esse tipo de aprimoramento”.

Fonte: Tribuna do Norte

Do blog: Excelente as explicações do senador Paulo Davim, mas cá pra nós, ele não precisava ter exposto a gente boa Carla Karini a uma situação dessas. Para bom entendedor, meia palavra basta.

Reportagem denuncia funcionários fantasmas nos gabinetes de Agripino e Paulo Davim

Uma matéria publicada no jornal “O Globo” sobre funcionários fantasmas em gabinetes de políticos traz denúncias contra os senadores José Agripino (DEM) e Paulo Davim (PV). Segundo a notícia, o presidente do Democratas emprega em seu gabinete a estudante de medicina Gleika de Araújo Maia com um salário de R$ 4 mil, mas a mulher não trabalha no local, pois realiza um estágio na Espanha desde agosto de 2011.

Gleika Maia é sobrinha do deputado João Maia (PR) e do ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia, demitido por manter escondidos os atos de nomeações e benefícios de pessoas protegidas pelos senadores. O jornal afirma que depois de ser procurado pela reportagem, Agripino demitiu a funcionária

Ainda de acordo com a informações apuradas pelo “O Globo”, o senador Paulo Davim   paga R$ 8,1 mil para a cardiologista Carla Karini de Andrade Costa, sua sócia em uma clínica aqui no Estado. Segundo dados do Ministério da Saúde, ela cumpre 50 horas semanais de trabalho no exercício da Medicina. A assessoria de Davim sustenta que 80% dos pronunciamentos do senador na tribuna do plenário versam sobre saúde. E ela seria a consultora técnica.

Fonte: O Globo